<body bgcolor="#FFFFFF"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d19753705\x26blogName\x3dle+fabuleux+destin\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://lfabdestin.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://lfabdestin.blogspot.com/\x26vt\x3d-571507579209464082', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

                

É isso aí
Titúlo referente à música da Ana Carolina e Seu Jorge, que eu repudio!

"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é"- Caetano Veloso
Realmente.
Eu também sei a dor e a delícia das minha decisões.
Como somos complicados, né?

Até mais ler.

por Andrea de Lima @ 5/28/2006 03:40:00 AM
 
Assim nóis num vévi


"Todos nós nascemos originais e morremos cópias." (Carl J. Jung)


Acho que eu não tinha contado aqui, mas nas últimas duas semanas, fiz as minhas aulas práticas de direção. E ontem, na tão temida terça-feira-pós-pseudo-atentado-PCCista, foi a prova.
Sete e quinze da manhã, minha mãe, meu pai e eu nos encontrávamos parados em frente a Lagoa do Taquaral, esperando que alguém me dissesse o que fazer.
Uma hora mais tarde, meu instrutor me chamou e disse que junto comigo, mais dois rapazes iriam mostrar suas habilidades motorísticas.
Após mais meia hora, finalmente entrei no carro e lá fiquei, esperando a fila da baliza andar. Como eu fui escolhida para ser a primeira, os dois ficaram ao lado de fora do carro, conversando.
Falaram sobre o fuzuê em que Campinas havia ficado, no dia anterior. Sobre os ônibus queimados, sobre os tiros e bombas espalhados, sobre as lojas terem fechado cedo, enfim, fizeram uma geral no assunto, de uma forma confusa e popular.
Quando o assunto acabou, começaram os comentários sobre a prova:

- Tô cum med'i num passá, manu. Já é a segunda veiz qui eu vô fazê issu. Da primera eu reprovei purque subi na berada da calçada, manu. Eu forcei aí quandu vi já era. Reprovei na baliza memu, manu. Gastei 150 reais (ufa!) em aula extra...

- Nossa, num tenho esse dinheiro pra ficá pagando auto-escola, não!

- Eu também não, manu, mas nóis faiz um bico aqui, outro alí, e nóis paga, né, manu. Eu fic'umas dívidas, mas sem dívida nóis num vévi.

Na hora, a minha vontade foi de sair correndo e contar o fato para os meus pais. Para quem quer fazer faculdade de Letras para trabalhar com jornalismo, esse diálogo foi massacrante. O desfecho então, que se fez tão nobremente, me deixou em dúvida entre segurar o riso ou o choro.
Enquanto vivermos num país onde um tal de Primeiro Comando da Capital realmente comandar alguma coisa, que se faça válida a frase: o importante é conseguir se comunicar.
Até mais ler.

por Andrea de Lima @ 5/17/2006 02:43:00 PM
 
Chega, vai? (parte 2)
Guerra civil?

por Andrea de Lima @ 5/15/2006 07:21:00 PM
 
Chega, vai?
Quando é que as pessoas vão enxergar que 1 + 1 = 2, independe do sexo?
Hunf.
Eu achava que isso era coisa de Hollywood, mas não:

- Sabe o Fer*?
- Claro!
- Ele foi mandado para um internato.
- O QUÊ?
- É. O Carlos* me contou ontem. Eu cheguei na escola à noite e ele estava sentado lá na frente, com uma carta do Fernando na mão, tremendo.

Explicando: Fernando e Carlos (nomes fictícios, para preservar a imagem dos dois) são bissexuais, com preferência por homens. Eles estavam ficando há mais ou menos um mês.
Na semana passada, a mãe do Fernando descobriu, não aceitou e o mandou para o tal colégio interno.

Ela acha que ele vai "virar hétero" assim. Há.

Indignada.

Até mais ler.

por Andrea de Lima @ 5/04/2006 05:38:00 PM
 
moi
je par me
Saboreando as pequenezas da vida e tornando-as grandes. Tateando letras e montando um quebra-cabeça de palavras, em busca de alguma elucidação sobre mim, sobre você, sobre o mundo...

 
plus du moins
 
archive
 
aventures récentes
 
 
quincaillerie



blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

stéfis \o/